quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O último dia





Meu amor o que você faria?
Se só te restasse um dia
Se O mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?

Ia manter sua agenda
de almoço hora apatia
Ou ia esperar os seus amigos
Na sua sala vazia

Meu amor o que você faria?
Se só te restasse um dia
Se O mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?

Corria pra um shopping center
Ou para uma academia
Pra se esquecer que não da tempo
Pro tempo que já se perdia

Meu amor o que você faria?
Se só te restasse esse dia
Se O mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?

Andava pelado na chuva
Corria no meio da rua
Entrava de roupa no mar
Trepava sem camisinha

Meu amor o que você faria?o que você faria?
Abria a porta do Hospício
Trancava da delegacia
Dinamitava o meu carro
Parava o tráfego e ria

Meu amor o que você faria?
Se só te restasse esse dia
Se O mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?

Meu amor o que você faria?
Se só te restasse esse dia
Se O mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?


Letra Lenine

Pra você que não vive cada dia como se fosse o único...
Pra você que deixa pra ser feliz amanhã...
Pra você que vê diariamente sua vida escorrendo pelos dedos...
Cada minuto segundo.
Há muito eu já não vivo assim.
Mas esta é pra você
E então *Me diz o que você faria?*


Eu não acredito que amanhã seja o último dia, mas... pode ser o PRIMEIRO! Só depende de você!!!!


terça-feira, 18 de dezembro de 2012

De volta a mim


De volta às raízes,
Recarregando as baterias
Lembrando tudo aquilo de mim que eu havia esquecido
De bom, de ruim e muito que nem merecia ser lembrado
Recuperando cada passo dado
Cada centímetro de minha alma
O porquê de cada decisão
Que vendo agora,
Foram todas acertadas...
E de tudo que eu sentia falta...
De repente,
Não sinto mais...
Porque estou de volta,
Muito mais eu.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Acostumei...


Primeiro você me deixa só
Porque está acostumado a ficar sozinho

Depois você me deixa só
Porque está trabalhando demais

Aí você me deixa só
Porque eu faço muito barulho

Então você continua só
Porque está cansado demais

E eu fico só
Porque queria estar com você

Depois eu fico só
Porque estou esperando você ficar comigo

E continuo só
Porque aprendi a ficar sem você

Hoje, eu estou só
Porque aprendi a gostar de estar comigo mesma

E você...
Ah... você eu não lembro mais

Porque de tanto tentar te entender
Entendi que eu estava o tempo todo sozinha...

E que assim
Pode ser bem melhor.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Madrugada

Tarde da noite,
Conversava com uma mulher de fases...
Que definia seu corpo como boêmio.
O meu também...
Prefere a madrugada,
Trabalha, produz, reflete, brinca...
Parece que quando a lua chega,
Minha respiração fica mais leve
A pele mais bonita...
É na madrugada que aparece o melhor de mim...



E continuo aqui...


terça-feira, 6 de novembro de 2012

A Escalada



Às vezes é preciso morrer
Ficar um tempo em silêncio
Renascer... e só então continuar vivendo.

Eu... eu estou em silêncio
Dentro de mim...
Estou me reconstruindo.



quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Feliz dia das Bruxas



"No meio das trevas, sorrio à vida, como se conhecesse a fórmula mágica que transforma o mal e a tristeza em claridade e em felicidade. Então, procuro uma razão para esta alegria, não a acho e não posso deixar de rir de mim mesma. Creio que a própria vida é o único segredo."

De Rosa Luxemburgo, mas perfeito pra mim...

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Envenenada...


De todos os venenos destilados sobre mim,
Não houve mais mortal
Entrou arranhando a garganta
Invadindo meu estômago como uma onda,
Em dia de maré brava
Fez um barulho tão alto
Que entupiu meus ouvidos
Transbordou meus olhos
Acelerou meu coração
Que de tão rápido, quase parou...
Manteve apenas o suficiente
Pra continuar doendo...

"Não é demonstração de saúde ser bem ajustado a uma sociedade profundamente doente."


Caderno de notas

É que eu tenho um caderninho de notas;
Onde transcrevo meus pensamentos.
Eu carrego um caderno de notas;
E hoje, eu escrevo você.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Citando Rui Barbosa



"De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os
poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a
rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto".

(Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86).

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

SOBRE A MESA



Se você não tem pudores, tem senso de humor, e anda precisando rir...

Só o tempo...


De tão recente, não sai da minha cabeça...amargando, perturbando...
Ficam as imagens como um déjà vu, indo e vindo, a todo momento, impedindo que fique tudo bem.
Acho que só o tempo pode acalmar e trazer paz, sabedoria e algum proveito de tudo isso.
Preciso me render à ele.

sábado, 15 de setembro de 2012

Doença da alma


Não é que eu me sentia triste
Só não me sentia mais eu
Uma vontade de fazer nada
Que dominava qualquer outra dentro de mim
Um zunido no meu ouvido
Que distorcia a verdade
Tontura...
Não conseguia mais ficar em pé
Nem reagir
Do sono durante o dia
Nem da falta dele na hora de dormir
Eu não tinha problemas reais
Mas minha alma estava doente
E eu não sabia como pedir ajuda,
Nem porque pedir...
O tempo todo
Enganava a mim mesma
À espera do dia seguinte
De um dia melhor
Que não chegava
Atrasado...
Por mim e pelos problemas da minha cabeça...
Eu estava doente;
Não me sentia mais eu.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Pure Poison


E enquanto ele vomitava sorrindo todo seu veneno, eu já não estava mais ali...
Não assimilava mais nada... queria evaporar, desaparecer, desmaterializar.
Concluiu me elogiando, dizendo que queria continuar sendo meu amigo e me pediu um abraço.
Abraço esse, que ele não merecia...mas eu recebi; com o corpo vazio, estático e de sorriso amarelo...
Porque há muito, eu não estava mais ali...

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Amanhã é segunda-feira...


Deitou de bruços na cama
E não conseguiu esconder o choro, como de costume
Seus olhos transbordaram em lágrimas,
Quase que involuntário
Ele que há muito não a via chorar
Olhou espantado e perguntou:
"-O que foi? O que eu fiz?"
O que desencadeou o choro mais profundo
Há muito entalado na garganta...
E soluçou:
"-Nada... só que amanhã é segunda-feira!"
Pensando no que a esperava no dia seguinte...
No trabalho e na pressão que não suportava mais.
Na falta de preparo de alguns,
No excesso de arrogância de outros.
Chorou e orou...
Pedindo que acontecesse o melhor
Repetiu até se acalmar, cansar e dormir...


Esta história é real, e aconteceu há três semanas, nesse meio tempo eu fui ao psquiatra, à psicóloga, à terapia alternativa... fiz constelação familiar, massagem ayurvédica... tomei Prozac... melhorei a auto-estima,levantei a poeira, reverti um cancelamento, bati a meta, fui demitida e estou numa crise de stress regada à labirintite e como amanhã é segunda-feira, resolvi escrever, já que nos últimos domingos eu não tive forças.
Termino com a frase de Caetano "é impressionante a força que as coisas parecem ter quando elas precisam acontecer..."

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

A Rainha de Copas


Chama tudo e todos pelo diminutivo... “inha, inho“.
Quando suas vontades são realizadas, se comporta com ares de rainha, rica, charmosa, meiga, simpática e feliz...dá até pra acreditar que ela é boa gente.
Mas ao primeiro sinal de inteligência ou personalidade ela se torna louca, dissimulada e ardilosa!
E determina:
“-Cortem-lhe a cabeça!“
No País das Maravilhas, joga utilizando seu próprio exército. Joga um contra o outro...todos contra um. Objetivo final é manter-se no trono e sacrificar vidas.
Seu reinado é pura manipulação e chantagem... derrubando quem tem vontade própria e favorecendo quem fecha os olhos para isso. Os que ficam pintam de vermelho as flores brancas, para manterem suas cabeças no pescoço...afinal, a rainha só gosta de flores vermelhas...
E assim ela aumenta seu número de capachos na mesma medida em que aumentam as rugas da sua boca que mexe tanto enquanto fala que parece dublagem de uma novela mexicana.
De tão dissimulada, muitas vezes o ar lhe falta, como se sufocasse com seu próprio veneno... e rapidamente ela se cala para recuperar o fôlego, já que nada do que ela diz acrescenta mesmo.
Nada mais importa. Nada mais lhe resta... amigos, família, saúde... o trono é tudo que ela tem!
E com os olhos pesados em lágrimas a vejo reinar absoluta no País das Maravilhas onde a consciência do Rei de Copas em algum momento se perdeu.

Sinto uma mão em meu ombro...
“- Acorda Alice, foi só um sonho ruim!“

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Linha Tênue



*...Entre o bem e o mal a linha é tênue, meu bem
Entre o amor e o ódio a linha é tênue, também...

Ou me odeia declaradamente, ou disfarçadamente me tem amor...*


Perfeita pra ocasião...

Maria Gadú

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Falta super


O dia a dia nos leva a necessidade do super... super mulher, super filha, super profissional...
Consequentemente a gente cede, entrega o melhor, o super...
E quando falta força, falta gás, falta super... ninguém acredita!
Os olhos transbordam em lágrimas que apertam a garganta... sufocando.
E o sofá amigo calado, é a melhor opção!

quarta-feira, 18 de julho de 2012

"Não que eu não acredite em maldade, só prefiro não passá-la adiante"

"Eu engulo a seco tantas notícias, que ficam entaladas em minha garganta, mas prefiro fechar os olhos e lembrar um pouco de coisas que acrescentam. Durante todo tempo tanta maldade me cerca, mas prefiro que das minhas mãos só saiam auxílios. Sei que é impossível, por isso, não tenho a ilusão de apagar tudo que há de errado no mundo, mas tenho sim, a intenção de transmitir tudo o que há de bom em mim. Não é fácil, mas todos os dias tento renunciar meu lado impuro e embora essa atitude não traga um mundo melhor, aqui dentro já faz uma diferença danada."


Fernanda Gaona, mas eu queria ter escrito...

quarta-feira, 4 de julho de 2012

A Víbora

Caminha em minha direção lentamente, com suas pernas tortas e como um anjo que caiu do céu, de cara. Sorri pra mim; amassada, sonsa e inocente, exibindo timidamente seus dentes amarelos. Disfarça sua intenção e quase posso ouvir seu chocalho de cascavel, mas ela o enfia no meio das pernas e sacode seus cabelos oxigenados em reflexo ao rabo...não percebo.
Aproxima mais... finge-se de vítima e conta uma história triste, como alguém que clama por ajuda. Sem pestanejar, estendo-lhe a mão, o braço...e abro meu coração.
Converso por horas, levantando a auto estima, ignorando qualquer defeito...a intenção é ajudá-la a alcançar seu objetivo. Afinal, acredito que ela é boa, competente, inocente...
Ela sorri e agradece com um abraço.
Pelas minhas costas destila seu veneno com a língua afiada que fere como um punhal... sem dó, assiste de camarote.
Demoro para entender o feito. Apenas sinto a dor das punhaladas... colho os frutos podres através de terceiros.
Continua sorrindo. Como se eu fosse algum tipo de verme inútil e acéfalo. Apenas a observo passar e sorrir.
Ela não sabe que eu sei quem ela é... seu chocalho continua escondido em seu rabo quando passa por mim... mas a diferença hoje é que eu sei que ele está lá.
E ainda que eu quisesse exterminá-la, arrancando-lhe a cabeça, como se mata um animal peçonhento desta natureza, retribuo o sorriso e me calo diante de sua ignorância. Merece permanecer assim, chucra, peçonhenta, escrava da sua metodologia retrógrada.
Esse o segredo do meu sucesso! É isso que me torna diferente, forte.
E não importa se eu tropecei porque estava envenenada. Importa a essência, o talento.
O tempo revela que sucesso é pra quem é honesto, guerreiro e trabalhador, e também traz a tona a verdade. Porque quem consegue mérito derrubando alguém, alcança posições temporárias...
Se hoje, novamente ela me perguntasse o segredo do sucesso, como eu havia chegado aonde cheguei, eu não a direcionaria. Apenas diria que o segredo é ter talento maior que a língua!
Mas vai explicar isso pra uma cobra!!!!

quarta-feira, 27 de junho de 2012

O Dia dos Namorados e o Brinco

Dia dos namorados, meu rodízio.
Como eu tinha uma reunião que duraria a tarde inteira, troquei de carro com o marido pra não chegar muito tarde em casa.
No final do dia, chego na garagem, o porteiro toca o interfone pedindo que eu manobrasse corretamente meu carro, porque o meu marido tinha deixado ele metade pra fora da vaga. Apertada pra ir ao banheiro, fiquei com preguiça, depois com raiva e entrei no carro para manobrá-lo.
Entrei no carro, olho no banco do passageiro e um único brinco que NÂO ERA MEU no banco do passageiro. Minha cabeça girou! Um milhão de pensamentos ao mesmo tempo:
“- Puta merda, foi Deus quem fez eu manobrar o carro pra encontrar a prova do crime!!! Este filho da puta já comemorou o dia dos namorados! Vou subir, tacar este brinco na cara dele e enchê-lo de tapas!”
Era dia dos namorados, eu tava no clima... não tava afim de brigar. Então fiquei uns quinze minutos dentro do carro com o brinco na mão.Chorei, claro!!!
Depois de muito refletir, entrei no elevador, abri a porta da cozinha e lá estava ele.
Banho tomado, sorrindo, ele havia feito as compras e já estava preparando o fondue que eu disse que ia fazer.
Pensei bem, sorri e perguntei:
“- Quem andou com você no meu carro hoje?”
Ele olhou bem pra mim, deu uma gargalhada e disse:
“-Pelo jeito o brinco que achei ao lado do seu carro na garagem hoje, não era seu!”
Eu comecei a rir e coloquei o brinco em cima da pia.
Ele conclui:
“- Sua besta... bem que você merecia!”
Pensando que mesmo que fosse uma desculpa, era muito boa e não valia a pena brigar.
Dias depois, a vizinha interfonou e perguntou se eu não havia achado o brinco.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Pedrigree...é pra quem pode!



Há alguns dias ando chateada, com um projeto específico que participei do desenvolvimento.
Mas como a vida é uma caixinha de surpresas, o projeto foi fechado nas minhas férias, e por conta disso, não levei o mérito!
Aliás, é como se eu nem tivesse participado. Por diversas vezes ouvi que *ganhei* o projeto! Urrgh...
Pelo menos foi o que eu ouvi.
E que eu precisava bater minha meta sem contar este projeto...só pra tirar o gostinho.
Hoje, ainda trabalhando neste projeto, precisei entrar na sala do ex dono da empresa ( ex porque acabou de vendê-la por algumas centenas de milhões) para colher a assinatura dele no contrato do projeto. Aproveito pra dizer que ele é gentil, elegante, educado, milionário e lindo! Casado com uma mulher tão linda quanto ele. Praticamente o retrato do sucesso!
Entrei na sala, ele levantou, brincou e sorriu, dizendo que eu só havia fechado o negócio após a saída dele, e começou a assinar, página por página, conversando comigo. Parabenizou pelo fechamento e disse que seria o primeiro de muitos!
E isso pra mim bastou!
Bastou pra saber que as coisas que eu acredito e que estudei ( boas práticas de gestão) existem, e que o segredo do sucesso, é manter palavras de gentileza, compartilhar fraquezas, dividir vitórias! Tudo com educação, sorriso no rosto e meritocracia.



Fica a dica.


quarta-feira, 20 de junho de 2012

O que me mata é levar a culpa por uma coisa que não fiz, bem como não receber o mérito!!!
Não quero nada que é dos outros, mas não dou nada do que é meu.
Simples assim...
Pode apostar!


terça-feira, 5 de junho de 2012

"Ninguém cometeu erro maior do que aquele que não fez nada, apenas porque podia fazer muito pouco." (Edmund Burke)





Edmund Burke

Dureza...

Dureza mesmo é ao invés de ouvir muito obrigada, você leva uma comida de toco e a culpa por algo que não fez, mas se não fosse seu excesso de caráter e pró atividade não teria acontecido.

Maaaas, como dor de barriga não dá uma vez só, to a espera da próxima!!!


quinta-feira, 31 de maio de 2012

Quando fizer algo de bom, não espere nada em troca, desta forma, na melhor das hipóteses você se surpreende. E lembre-se *Fica sempre um pouco de perfume nas mãos daqueles que distribuem flores...*

terça-feira, 29 de maio de 2012

Caminhada

E ela se levantou, ainda que mordida por serpentes, e caminhou passo a passo, com os anjos segurando suas mãos.



domingo, 27 de maio de 2012

Uma noite em Veneza




À beira do canal, próximo à estação central, em frente a um ponto de gôndolas, numa escadaria de igreja uma mulher tocava música erudita em seu violoncelo... um dos meus momentos preferidos da viagem.
Tocava com a alma, e sua música entrava em sintonia com a minha.
A escadaria aos poucos encheu de gente, e as gôndolas que chegavam e saíam, levemente iluminadas com suas lamparinas, deixavam o cenário ainda mais especial.
Impossível conter as lágrimas...
Compramos cervejas e ficamos ali, até que ela parasse de tocar...
Perfeito!!!


Ah! Essa música está até hoje na minha cabeça....



Filmei pra compartilhar com vocês.

sábado, 26 de maio de 2012

Falando de amigos



É bom quando um amigo não desiste de nós!!!!
E também é bom amadurecer...
Muito louco ficar doze anos sem encontrar um amigo e conversar como se nada tivesse acontecido...
Quero compartilhar uma coisa que aconteceu comigo, mas pra isso, preciso voltar uns doze anos.
Eu tinha uma melhor amiga no colegial. Parceira pra tudo. Todo feriado, eu viajava com a família dela. Era muuuiiiito legal!
Ainda no colegial, comecei a namorar, e éramos os três, inseparáveis...Vivíamos juntos, pra cima e pra baixo, sempre!
O colegial acabou, entramos na faculdade e o ponto de encontro sempre era minha casa.
Um dia, ele me disse que ela se insinuava pra ele, e eu muito besta e já havia sido traída por outra amiga não pestanejei fui até ela, e simplesmente disse que não queria ser mais amiga dela! Sem maiores explicações.
Ela foi embora da minha casa sem entender nada, e eu simplesmente deletei o fato da minha vida.
Nossas vidas tomaram outros rumos, nesse meio tempo, ela me procurou na internet algumas vezes, me achou, e eu nunca dei muita bola...foram umas quatro vezes.
Recentemente, graças ao facebook, nos reencontramos, ela conseguiu o telefone do trabalho do meu marido e nos reencontramos. Conversamos por telefone, e resolvemos nos encontrar.
Na minha cabeça, alguém que me procurava há doze anos, e continua querendo ser minha amiga, mesmo eu não dando bola, merecia uma chance.
Hoje nos reencontramos.
Cheguei na casa dela e fui recebida com um presente lindo e um almoço que deve ter sido muuuuuiiiito difícil de preparar.
A vida dela é completamente diferente da minha. Ela é casada e mãe de dois filhos, faz artesanato... toda zen. Boa mãe, casa impecável... E ao mesmo tempo, quanta coisa em comum...tanto assunto...tanta coisa pra falar... vi fotos, do casamento, dos nascimentos...das festas... foi como se eu tivesse o tempo todo, na alegria e na tristeza, feito parte de tudo...

Ainda bem.

Amigo de verdade, é amigo e ponto...



sexta-feira, 27 de abril de 2012

Laranja

"Se quer tamanho vou despir a alma E afogar a calma salivando um beijo teu Siga a seta e diga que sou seu..." Maria Gadú

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Estrelas


Essa mania que eu tenho de ver estrelas em tudo e em todos...
Nem bem conheço e vou logo dando estrelas!
O erro é meu... bem feito! Vivo achando que tudo têm que brilhar.
E logo de cara, dou uma estrela.
Tolice... quando criança era preciso pintar o desenho direito pra ganhar estrelas...
Não sair da linha pra ganhar estrelas.
Comportar-me bem pra poder ficar acordada e ver as estrelas.
Sair de madrugada, driblar o sono, e encarar as estrelas.
O hotel cinco estrelas, então, é mais caro!
É preciso ter fé pra ver estrelas...
É preciso ser luz, pra ser estrela...
De hoje em diante, estrelas, só pra quem fizer por merecer.

O cabelo da Babi



Além de repetitivo e puro merchandising o novo Pânico na Band está cada vez mais apelativo.
Eu particularmente gosto dos quadros do Carioca e do Eduardo, como o Jô Suado, o Amauri Dumbo e agora o Boris com o Melhor do Melhor do Mundo.
Porém neste último domingo quando eles rasparam ao vivo o cabelo da Babi, na minha opinião num ato de violência e cretinisse (claro que ela permitiu!), mas achei uma estupidez!
Não sou muito de comentar este tipo de coisa, mas até gritei quando passaram rapidamente a máquina no meio da cabeça da menina sem que ela pudesse pestanejar...
Acho que foi uma tentativa desesperada de ultrapassar a audiência do UFC na Globo, mas penso que seria melhor voltar aos quadros divertidos ao invés do Spring Break, que já deu o que tinha que dar, e de tanta propaganda...
É isso que faz um programa de humor!

Depois dessa, eu não assisto mais!!!!

O inconsciente

Percebi que atitudes inconscientes são mais do que as palavras ditas, refletem escolhas, àquelas que normalmente fingimos não saber. É nesse momento que o perfeito torna-se disconexo, incompleto, machucado... E o imperfeito toma conta da casa, da alma, do elevador... E o coração até então valente, bate fraco, magoado, quase calado...

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Pelo menos por enquanto...


Eu respiro e o ar não chega ao meu pulmão, nem ao meu cérebro, eu acho...
Meu coração acelera, eu sinto sufocar, as bochechas queimarem.
Aquela dor no estômago que parece fome, e na dúvida, a gente come, e engorda.
E eu sinto uma vontade louca de desmaterializar.
Acho que ta tudo tão errado que não sinto mais àquela sensação de pertencimento.
Muita informação, pouca qualidade...
Um pouco mais de é só fazer...
E resumindo tudo é problema meu...

Pelo menos por enquanto...

O que me resta é o sarcasmo,
Seguido da resposta imaginária entalada na garganta...
A tentativa de silêncio mental,
E de não querer saber de mais nada.
Driblando a sensação de afogamento
Como se alguém o tempo todo empurrasse minha cabeça pra dentro da água...
E rapidamente respiro...
Fazendo a minha parte...

Pelo menos por enquanto.

E hoje é só segunda-feira...

segunda-feira, 9 de abril de 2012

O Spray de Pimenta


Meu marido é meio cientista maluco e compra algumas coisas inusitadas... dentre elas, o famoso spray de pimenta.
Anda no carro, usa quando sai a pé pra passear com o cachorro de noite, e estes dias esqueceu no bolso da bermuda.
Ele doente em casa, eu fazendo companhia, e a empregada limpando a casa, quando eu escuto tosses acompanhadas da frase:
“- A curiosidade matou o gato!”
Senti o cheiro do spray e comecei a tossir também. Corri, fechei a porta do quarto e disse:
“- Isso!!! Você sai espirrando as coisas sem nem saber o que é?! Igual o macaco buliçoso?”
Ela respondeu:
“-Achei que fosse àqueles sprays pro hálito...quase espirrei na boca!”
Presumo que morreria engasgada...
E implícito que sim, ela espirra tudinho!!!!
Uma semana depois ela pediu demissão...

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Sobre migalhas e banquetes


Hoje tava lendo o blog da Elenita Rodrigues(www.acasosafortunados.blogspot.com), e ela fala sobre relacionamentos... MIGALHAS e BANQUETES.
Basta você decidir se o que você recebe são migalhas ou banquetes...achei genial!
Porque na verdade é bem assim!
O problema, é que muitas vezes quem oferece migalhas pensa estar oferecendo um banquete...
E pior ainda há quem aceite migalhas por acreditar que seja um banquete.
E na máxima do cada um tem o que merece... eu quero sempre mais...

domingo, 25 de março de 2012

Férias da Mulher Maravilha


Queria ter coragem de ser irresponsável
Um capricho
Um dengo
Um chamego
Poder ser um pouco mais de mim
To cansada do tempo que passa rápido demais
E não permite que eu curta
Nem descanse
Ao mesmo tempo
Reflete na minha aparência
Precisando de um tempo pra mim
De um dia de princesa...
De nada pra fazer
Sem meta, sem responsabilidade
Sem cobranças
Dormir até sentir que é suficiente
Entregar à futilidades
Até precisar dormir de novo
Ter tempo e coragem pra fazer um check up
Descansar até não ficar mais doente
Não ter que ceder à loucura de nenhum cliente
Desligar o celular
Na verdade, faz um tempo que to mexida...
Cansada...
Só hoje, eu não queria ser a Mulher Maravilha...

Hoje eu queria um beijo seu...

quarta-feira, 21 de março de 2012

21 de março - Dia de gente mais do que especial!!!!


Somos todos iguais...
Alguns apenas têm a capacidade de amar mais!

Pra conviver com alguém especial, é preciso saber amar mais... é preciso saber receber mais amor!

E a inclusão e o sim às diferenças começa dentro de casa!


Não julgue, sinta!!! Ame!

terça-feira, 20 de março de 2012

20 de março - dia do blogueiro!!!


Parabéns pra toda a vida inteligente na internet!
Porque escrever é gostoso, terapêutico e libertador!
Porque pra isso é preciso coragem, talento e amor!

É uma arte!!!!